>

31.7.15

Meu mês em três fotos: Expoimp, Viagem, Bota

Oi pessoas! Cá estou eu usando o app do blogger no celular por que senti uma necessidade de fazer post agora no meio da madruga por que sim, e, por que mesmo sem uma internet no PC eu preciso manter de alguma forma o blog atualizado, então, navegando por aí na kereda internet, descobri uma Tag no blog "E aí Gabi?" bem legal, que é essa que vocês já devem ter lido no título né fofas?
Bom, a Tag é basicamente pra você resumir o seu mês em 3 fotos. Obviamente não dá pra você descrever muita coisa sobre um mês em apenas três fotos mas é legal você destacar as três coisas mais marcantes que aconteceram né non? E pra ser justa, esse mês (mês de férias) não foi ruim. Claro que não faltou aqueles dias tediosos que só o que me restava era um sofá e muito seriado pra por em dia, mas, também houve os dias muito divertidos e aventureiros que as vezes esquecemos de dar valor, confesso,  e que inclusive um dentre esse dias legais eu gostaria de poder postar aqui mas foi aquela história "nos divertimos tanto que nem tiramos foto", mas tudo bem. Vamos as fotchenha então?


Tá Isabela, mas o que a foto de look do dia tem de marcante? Bom, acontece que o look é especial por motivos de: Usei em um dos dias em que estive presente na Expoimp 2015, um grande evento que acontece anualmente na minha cidade e já é tradição. E, a melhor parte, eu estava lá como impressa! Sim, isso mesmo. Foram dias bem divertidos com pessoas maravilhosas. Outro motivo por esta foto fazer parte desse post é: Foi um amigo quem tirou, o Douglas, e eu acabei descobrindo que ele é um bom fotógrafo gente! E claro, último e não menos importante motivo: Foi quando finalmente eu tive coragem de ir nos brinquedos radicais com a minha amiga Karen hahahaha, claro, as duas morrendo de medo mas o que queríamos mesmo era sentir um tiquinho de adrenalina. 


Logo que a Expoimp 2015 encerrou, como eu havia prometido pra minha prima e para minha Vó, fui passar alguns dias na cidade de Montes Altos. Ir pra lá é sempre muito bom por que passei uma boa parte da minha infância por lá e é legal reviver isso rs. Fizemos meio que um tour (a pé) pela cidade -que por sinal é pequena e dá pra ir para quase qualquer lugar andando mesmo- por que apesar de ser a cidade que mais visito, eu não costumava andar por muitos lugares lá. A foto do sorvete é tanto por eu ser apaixonada por sorvete quanto por que comprei esse em um carro que passa por lá quase todos os dias (pelo menos foi o que eu notei né), e fazia tempo que não comprava sorvete do "vai passando o sorveteiro, vai passando o sorveteiro... Traga a vasilha" (entendedores entenderam hahahahaha). 


E, escolhi essa foto por motivos de: O blog é meu e eu posto o que eu quiser... Não, mentira! Na verdade, é que fazia um tempo que eu queria comprar essa botinha de salto tratorado da Melissa e quando finalmente comprei mostrei pra algumas amigas e ela foi motivo de muita divisão de opinião. Algumas amaram e outras acharam MUITO feia. Mas no fim, a bota é minha e to apaixonada e querendo muito fazer look do dia com ela . 

Bom, eu queria postar mais fotos sobre o mês que passou mas perderia a graça postar tudo né? Ou não? Espero que tenham gostado. Beijão! 

23.7.15

TOP 4 : Máscaras de cílios

Oi pessoas! Sinto que preciso me desculpar pelo sumiço aqui no blog por motivos de: Sim, eu estou como meu PC funcionando, o que não funciona é a minha internet mas espero que logo isso seja resolvido. Eu tenho o PC da minha vó, mas aí é onde o outro motivo de eu não estar postando entra: Preguiça! Acontece que o único momento que me sinto disposta a criar conteúdos para o blog é por volta das 21:00hs, então consequentemente me sinto indisposta para vir na casa dela e postar algo por aqui durante o dia. Eu poderia usar o app do Blogger no celular? Sim, mas não é a mesma coisa, o app ainda não oferece muitas ferramentas e eu acabo ficando limitada então nunca consegui me acostumar. Eu continuo atualizando a página do blog, inclusive mostrando prévia dos looks que usei em um grande evento da minha cidade que tive a honra de fazer a cobertura e que logo irei postar aqui. Então, me desculpem pelo sumiço de verdade. Desculpas dadas e aceitas (espero), vamos ao assunto do post!

Fato que quando se trata de produtos de  beleza a gente ta sempre testando algo novo né non migas? Confesso que não sou a louca dos cremes importados (sendo bem sincera nem lembro qual foi a ultima vez que passei qualquer creme no rosto) nem das MAC da vida. Na verdade, quando se trata de maquiagem sou bem básica, uso quase sempre a mesma make: BB cream, corretivo, pó bronzeador, um pouco de batom as vezes quando a cara tá bem papel A4, e o mais importante de todos: O rímel! Esse é definitivamente um produto que não pode faltar na minha necessaire, tanto que as vezes saip sem todo o resto, apenas com rímel. Ultimamene tenho testado várias máscaras de cílios diferente mas sempre tem aquelas que são as nossas preferidas certo? Por isso decidi fazer um top 4 das minhas máscaras favoritas.

The Colossal Volum Express: Já fazia um bom tempo que queria testar esse rímel por que sempre via e ouvia só comentários positivos sobre ele (tirando a parte que é chato pra cacete pra tirar), mas sempre esquecia de comprar quando ia no calçadão. Quando finalmente comprei foi só amor! Juro, um dos melhores que já usei (não é babação de ovo tá), dá bastente volume, a textura é mais encorpada que outras mascaras de cílios que dão volume e deixou os fios bem curvados. Bem efeito de cílios postiços sabe? É bem chatinho pra tirar -principalmente quando você chega em casa e só quer cair na cama- mas nada que uma bom demaquilante não resolva.

 Super Máscara Aquarela: O rímel da da Natura também é outro amorzinho que eu não colocava muita fé e eu não sei por que. A minha mãe comprou e só pra testar usei ele, e novidade, me apaixonei! Dá muito volume, separa os cílios e é a prova d'água.

Maximixe Your Lashes: Eu já estou usando essa pela segunda vez por que se tornou uma dos meus favoritos do dia a dia, dá um efeito incrível de cílios de boneca! Os cílios ficam bem separadinhos e bem alongados, é só amor, principalmente na hora de tirar pelo fato de não te deixar com aparência de panda por que ele sai esfarelado.


Big Impact: A Big Impact da Avon também é sim uma das minha preferidas por que dá um efeito que eu gosto muito de olhar mais tramático, isso por ter uma textura mais molhada. Apesar de ser a prova d'água também não dá tanto trabalho pra sair.

Fim! Essas são as máscaras que já usei e uso e gosto muito. Contem sobre o que acham delas se também usaram ou usam.

Beijos!


30.6.15

A importância dos amigos (verdadeiros)








Amigos. Com a tendência de chamarmos de amigos os contatos que temos nas redes sociais, sinto que estamos aos poucos esvaziando a força original desse conceito. Não, eu não sou saudosista nem tecnofóbico. Só acho que a amizade é algo valioso demais para esquecermos do que se trata de verdade.

Desde Aristóteles até as modernas observações sociológicas, sabemos que existem diferentes tipos e níveis de amizade. Na infância predominam o que o filósofo grego chamou de amizades por prazer – dizemos que são nossos amigos aqueles com quem simplesmente gostamos de estar. Claro que esse elemento prazeroso permanece ao longo da vida, mas sua característica volúvel não permite que as relações baseadas nele sejam profundas. Na outra ponta da vida, também referendado por estudos atuais, está a amizade por interesse, quando nossos relacionamentos passam a suprir capacidades que perdemos com a idade. Essa reciprocidade complementar também é presente em todas as fases, mas não é fortes o suficiente para criar a amizade verdadeira. Essa é a amizade segundo a virtude, na qual os amigos se amam pelo que são, desejam o melhor para o outro sem esperar nada em troca. Ela nasce do conhecimento mútuo, da identificação, da interação repetida. Infelizmente, a ausência pode afastar mesmo amigos de verdade. Por isso o facebook não produz – por si só – amigos. Ele pode até ser uma ferramenta útil na manutenção dos relacionamentos, mas não é suficiente.
Por muito tempo eu não entendi isso. Apesar das ligações afetivas importantes que criei durante a vida, achava que a amizade era uma espécie de feliz acaso: encontrei pessoas com quem me dei bem, compartilhei ideias, me aproximei. Pronto, tenho amigos. Mas não é assim. Como qualquer relacionamento, há que se cuidar das amizades para que elas permaneçam. Criar oportunidades para que encontros informais ocorram. Dividir tristezas, alegrias e preocupações. Pedir e oferecer ajuda. Discutir, perdoar. Por isso vai ficando mais difícil fazer amigos conforme envelhecemos – temos menos tempo, menos oportunidades. Mas também é aí que as amizades antigas se solidificam – ficamos mais seletivos.
O grande paradoxo é que quando consideramos a amizade como um fim em si mesmo, sem esperar nada em troca, que seus benefícios aparecem. Hoje em dia ninguém mais questiona o profundo impacto que a amizade tem na saúde, por exemplo. Quem tem amigos é mais feliz, adoece menos, vive mais tempo. Não se sabe ao certo porque. Uma teoria diz que a rede social ampla aumenta nosso capital social, nos fornecendo mais acesso a recursos de forma geral. Outra acha que a presença de amigos nos torna mais autodeterminados, o que nos influencia a ter atitudes mais saudáveis. E há ainda o benefício do afeto em si, que promove o bem estar e afasta a solidão – fonte conhecida de estresse e, consequentemente, desgaste do organismo.
Esses dados podem ser relevantes para o poder público ao mostrar a importância de criar centros de vivência, facilitar a vida de clubes, igrejas, cursos comunitários ou outras formas de associação que fomentem amizades. Mas individualmente não importam tanto. Afinal, a amizade verdadeira existe por si mesma. Mas – não nos esqueçamos – depende de nosso investimento para continuar a existir.

25.6.15

#GilrPower na ficção: Algumas personagens femininas inspiradoras

Quando ouvimos ou vemos a simples menção de palavra "feminismo" já esperamos por um bom debate (em outras palavras, treta, rs) né non? Isso por que nem sempre o movimento é bem aceito por infelizmente, muitas pessoas por motivos de: Falta de conhecimento e distorção da causa. Eu poderia fazer textão, usar do meu tempo para ser apenas mais uma que tentar desconstruir a idealização ruim que fazem do feminismo? Poderia! Porém, creio que o Google está repleto de textos assim, e pessoas para fazer tal papel tem várias, mas se tem gente prefere debater ou dá pitaco em algo que não tem conhecimento, por que eu usaria desse tempo para escrever sobre algo que todo mundo já vê muito nas redes sociais? 
Ao invés disso e não fugindo do assunto #GilrPower, hoje trouxe uma lista de personagens femininas da ficção que provam que estamos muito bem representas e mostram o quanto somos maravilhosas, não só por usarmos um batom vermelho ou pela nossa capacidade de combinação de look do dia, mas pela nossa força na história. Confiram aí migas!

Daenerys Targaryen


Terror da idáde média, mãe dos dragões tudo, ultima sobrevivente da casa Targaryen, rainha abolicionista, herdeira do trono de ferro, confiante and corajosa, Daenerys não abaixa cabeça pra homem nem um homem, nem mesmo para o Drogo que acaba ficando mansinho e ela ainda formal um exército  sem um real no bolso. Como não amar essa lymda?

Princesa Merida 



Quando falamos em princesa da Disney a primeira coisa que pensamos é:  Princesas, lindas e meigas, dos contos de fada, aquelas que perdem o sapatinho de cristal à meia-noite ou são salvas das garras de uma maléfica madrasta e refugiar-se na casa de anões na floresta né non? Resumindo, passam a história para conseguir o príncipe encantado e ser feliz para sempre. Ao gritar “não estou preparada para me casar”, Merida surpreende seus pais, pois é mais um grito de guerra do que uma simples recusa ao casamento. Valente inovou ao contar a história de umA protagonistA que não luta pro um homem mas pelo direto de não cumprir costumes patriarcais e poder criar seu próprio destino (i want to be free). Por isso e mais levou um merecido Oscar.

Hermione 



Quem é Harry Potter na fila do pão quando se tem Hermione Granger mesmo? Considerada a "trouxa" na história, ela mostra a todo tempo que isso não a faz menos bruxa e prova ser a mais inteligente e esperta do grupinho formado por ela, Harry e Rone. Inclusive, graças a ela, a vida de Harry, principalmente, sempre foi muito bem guardada pela sua sagacidade e esperteza.

Tris Pior



Em Insurgente, o clichê da mulher frágil dos filmes de ação que no final é sempre salva pelo herói da trama é totalmente batido. Na saga, Tris é a heroína, ou como ela mesma diria "I'm Divergent". E com a mistura de de conflitos presentes na história por conta da morte de seus pais e de seu amigo Will, faz com que ela se torne uma pessoa forte, sem medo de lutar pelo o que deseja feat tombadora.

Velma



Velma é a prova de que não se precisa fazer o tipo gostosona para se destacar, e na para ser sincera ela samba na cara Daphne com a sua inteligência sem igual, pois na maioria das vezes é ela quem desvenda quem são os vilões dos casos. Go, go, go, girl!

Katniss Everdeen



Assim como em Insurgente, também vemos mulheres fortes na trama de Jogos Vorazes. Katniss, por exemplo, é um sinônimo de coragem. Afinal, ela voluntariamente assumiu o risco de ir no lugar da irmã como tributo feminino do Distrito 12, e acabou criando uma revolução! E mesmo a Jennifer Lawrence sendo considerada uma sexy simbol, Katniss não tem nenhum traço de uma heroína clássica como a Mulher Maravilha. Seu figurino não ressalta nenhum atributo físico ou reforça algum estereótipo e sua arma é apenas um arco e flecha - objeto nem um pouco tradicionalmente feminino.

E aí, e outras personagens vocês consideram uma verdeira feminista? Contem nos comentário.
Bejitos  

13.6.15

Para ler e assistir: A melhores adaptações literárias para o cinema e televisão

É verdade que as adaptações cinematográficas de obras literárias ainda dividem muita opinião pois durante a leitura, muitos de nós criam um filme interior. São as impressões pessoais do que se leu, e isso pode não coincidir, o que cria um conflito natural. Mas o que não podemos negar é que essa é uma parceria e tanto, afinal quem nunca se pegou imaginando um rosto conhecido do cinema interpretando tal personagem? Isso é totalmente comum, já que são incontáveis os filmes que foram produzidos a partir de obras literárias. As primeiras adaptações remontam a muitas décadas atrás e perpassam, inclusive, o cinema nacional. A prova disso são os milhares de livros e contos que se tornaram filmes e seriados famosos…ou não. Então selecionei algumas das minhas adaptações favoritas, e outras são confesso que nunca li ou assisti mas são grande sucesso.  

Leia mais: http://br.sputniknews.com/portuguese.ruvr.ru/2014_05_01/A-magia-da-adapta-o-dos-livros-ao-cinema-0968/


As vantagens de ser invisível 


Adaptado do livro homônimo de Stephen Chbosky, As Vantagens de Ser Invisível é um daqueles filmes que você assiste e ama logo de cara. O filme (e o livro), que se tornou febre adolescente em seu ano de lançamento, é narrado por Charlie, um adolescente tímido que descreve sua vida em uma série de cartas para uma pessoa anônima. Seus textos incluíam os mais diversos momentos de sua adolescência, abordando o uso de drogas, a descoberta da sexualidade e seu envolvimento com outros adolescentes. Dirigido pelo próprio Chbosky, o filme aposta em um time de atores “fofos”, incluindo o delicado Logan Lerman, o ótimo Erza Miller e a queridinha Emma Watson.

O diabo veste Prada

É um filme de 2006, uma adaptação cinematográfica do bestseller literário de 2003 de Lauren Weisberger com o mesmo títuloAndrea Sachs (Anne Hathaway) é uma jovem que conseguiu um emprego na Runaway Magazine, a mais importante revista de moda de Nova York. Ela passa a trabalhar como assistente de Miranda Priestly (Meryl Streep), principal executiva da revista. Apesar da chance que muitos sonhariam em conseguir, logo Andrea nota que trabalhar com Miranda não é tão simples assim. O filme tem recepção favorável pela crítica profissional. Com a pontuação de 76% em base de 186 avaliações, o Rotten Tomatoes chegou ao consenso: "Um filme raro que supera a qualidade de sua nova fonte, este Diabo é um espirituoso expor de cenário de moda em Nova York, com Meryl Streep em sua melhor forma e Anne Hathaway mais do que segura".

Game of Thrones

É uma série de televisão norte-americana criada por David Benioff e D. B. Weiss para a HBO. A série é baseada na série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo escritos por George R. R. Martin, com seu título sendo derivado do primeiro livro. Se passando nos Sete Reinos de Westeros, onde "verões duram décadas e os invernos uma vida inteira", Game of Thrones mostra as violentas lutas dinásticas entre as famílias nobres para ter o controle do Trono de Ferro de Westeros. Enquanto isso, nas regiões desconhecidas ao norte da Muralha e nos continentes ao leste, ameaças adicionais começam a surgir. Muito aguardada desde seus primeiros estágios de desenvolvimento, A serie foi muito bem recebida pela crítica especializada. Sua primeira temporada foi indicada a vários prêmios, incluindo o Primetime Emmy Award de melhor série dramática e o Globo de Ouro de melhor série-drama. Possui uma das melhores notas entre os telespectadores para séries em exibição no site IMDb. Possui 14 Emmy Awards.

Harry Potter


Harry Potter é uma série literária de aventuras fantásticas escrita pela britânica J. K. Rowling. É constituída por sete livros e, desde o lançamento do primeiro volume, Harry Potter e a Pedra Filosofal, em 1997, ganhou grande popularidade e sucesso comercial no mundo todo e deu origem a filmesvideojogos, entre outros itensGrande parte da narrativa ocorre na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, e foca os conflitos entre Harry Potter e o bruxo das trevas Tom Marvolo Riddle conhecido pelos bruxos como Lord Voldemort ou Você-Sabe-Quem. Ao mesmo tempo, os livros exploram temas como amizade, ambição, escolha, preconceito, coragem, crescimento, responsabilidade moral e as complexidades da vida e da morte, e acontecem num mundo mágico com suas próprias histórias, habitantes, cultura e sociedades. 

O poderoso chefão



É um filme norte-americano de 1972dirigido por Francis Ford Coppola, baseado no livro homônimo escrito por Mario Puzo. O filme conta a história da família mafiosa Corleone e foi indicado a dez Óscars e venceu nas categorias de Melhor FilmeMelhor Roteiro Adaptado (Coppola e Puzo) e Melhor Ator (Brando). Também é considerado "culturalmente, historicamente e esteticamente significante" e selecionado pela Biblioteca do Congresso para ser preservado no National Film Registry. O American Film Institute apontou como o melhor filme de gângster de todos os tempos e o segundo melhor filme da história na Lista dos melhores filmes estadunidenses.

Pretty Little Liars

Cinco amigas inseparáveis têm suas vidas mudadas para sempre quando uma delas, a líder do grupo, desaparece misteriosamente. Um ano depois, Alison ainda está sumida e ninguém sabe se ela ainda está viva. Enquanto isso, as outras quatro adolescentes passam a receber mensagens ameaçadoras de alguém que sabe de um grande segredo que elas guardam. A série americana de drama e mistério, protagonizada por Troian Bellisario, Lucy Hale, Ashley Benson, Shay Mitchell e Sasha Pieterse,  é vagamente baseada na popular série de livros de mesmo nome escritos por Sara Shepard

Senhor dos anéis


É uma trilogia de livros de alta fantasia escrita pelo escritor britânico J. R. R. Tolkien. A saga começa como sequência de um livro anterior de Tolkien, O Hobbit, e logo se desenvolve numa história muito maior. Foi escrito entre 1937 e 1949, com muitas partes criadas durante a Segunda Guerra MundialA história narra o conflito contra o mal que se alastra pela Terra-média, através da luta de várias raças - HumanosAnõesElfosEnts e Hobbits - contra Orcs, para evitar que o "Anel do Poder" volte às mãos de seu criador Sauron, o Senhor do Escuro. Partindo dos primórdios tranquilos do Condado, a história muda através da Terra-média e segue o curso da Guerra do Anel através dos olhos de seus personagens, especialmente do protagonista, Frodo Bolseiro. A história principal é seguida por seis apêndices que fornecem uma riqueza do material de fundo histórico e linguístico. 

The walking dead 


 A história foi criada e escrita por Robert Kirkman e o desenhista Tony Moore, substituído por Charlie Adlard a partir da edição número 7, mas que continuou a desenhar as capas até a edição número 24. A série narra a história de um grupo de pessoas tentando sobreviver em um mundo atingido por um apocalipse zumbi. A série não teve grandes vendas durante seu lançamento, mas ganhou grande popularidade com o tempo. Em 2006, a primeira tiragem da trigésima terceira edição da série esgotou em apenas 24 horas. Em 2010 a série ganhou o prêmio Eisner Award de Melhor série contínua, anunciado na San Diego Comic-Con.

E as grande pergunta que fica é: Você concorda que os livros são sempre melhores que os filmes? 
Espero que tenho gostado desse post! E me digam nos comentários que outras adaptações vocês gostaram muito.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...